quinta-feira, dezembro 29, 2005

Babes,

Não pode passar em branco a incompetência do estado em avaliar o problemas que afectam o pessoal! Mais uma vez estão prestes a fazer merda e desta vez numa questão importantíssima para todos que como eu, adoram as coisas boas da vida, ou seja, putedo!

O Estado ainda não compreendeu que as pensões são das coisas mais importantes que temos e que de uma forma ou de outra todos somos pensionistas um dia...
Quando começaram com as tangas de não aumentarem as pensões eu pensei logo para com o meu cachucho: "CastroL, xavalo, isto vai dar merda!! Tens de fazer alguma coisa para subverter as ideias que vão na cabeça destes gajos!!"
O que vai ser de nós sem pensões?? Onde vamos dar a fodéca da ordem, se a mulher está em casa com os putos?? As pensões têm de aumentar, de serem melhoradas!! Mais colchões de água vibratórios, mais TVs daquelas em que as cricas das mulas parecem fruta cristalizada e acabem com os filhas da puta dos porteiros que espreitam pelo buraco da fechadura enquanto estamos a esconder a cobra zarolha!!



"there can be only one!"

CastroL

quarta-feira, dezembro 28, 2005

Babes,

Hoje vou depositar mais umas gotas da minha seiva literária nas vossas vistas sequiosas de informação!

Houve uma época em que os francius andavam todos inchados com o seu ralizito de merda que ia da sua capital ao coração de Africa! Paris-Dakar, chamavam eles... não lhes cabia um feijão no cú!!
Palhaçada!! Sabiam lá eles o que é um rali a sério!!
Finalmente chegou uma ralizada como manda o figurino!! Lisboa-Dakar, o grande rali que vai mudar o conceito de corridas de carros!
Os Tugas com toda a sua tradição de suor, praia e putas, pegaram num conceito antigo e ultrapassado e criaram uma prova que vai muito além da competição automovel!
A receita foi simples, macho que é macho grama carros e cona! Porque não misturar estas duas maravilhas? Já que se vai de carro para as dunas porque não parar de vez em quando para dar um piráfo? Qual é o macho que não gosta de dar uma fudéca nas dunas?
Os francius passaram a vida toda a passar por lá e viste-os parar para molhar a sopa? Eu também não!! Cambada de panasquêdo!!
Ainda se vem com tangas de que vai ser bom para a projecção, para a economia... tretas!! O pessoal só faz isso para comer rata!! Afinal Tuga é Tuga!!



"there can be only one!"

CastroL

sexta-feira, dezembro 16, 2005

Babes,

O vosso belo colosso animal, clitorial, rabaçal, vomital hoje vai opinar sobre um flagelo que vos põe o crikêdo aos saltos. O TGV!



O governo insiste em subverter as potencialidades desta máquina maravilhosa que tanto podia fazer pelo nosso país! Comboio de alta velocidade a atravessar o pais para quê?? Putas! Mais putas é o que este pais precisa!!
É com sentido patriotico e a lágrima a escorrer pelo pau da bandeira, que dou ao governo a solução para os nossos problemas e a, já tardia, popularização do TGV!
O projecto peca logo pelo nome! Deveria chamar-se PGV - Putas a Alta Velocidade.
O conceito está desvirtuado e sem sentido! O PGV é a solução para o desenvolvimento do interior do país. "Montar" uma linha ferrea onde o putedo da capital e das outras grande cidades do litoral, rodasse por todas as capitais de distrito de modo a levar a putalhiçe a todó lado! Não hão-de andar descontentes as pobres populações do interior, quando o bom putame de leste, africano e do pais irmão, vai parar todo à capital... Com este sistema, as pêgas seriam levadas, a alta velocidade, às populações mais sequiósas, onde rodavam semanalmente, transformando o país numa bela casa de passe à beira mar plantada! Em ultima análise, não há desenvolvimento de um país, sem putas!
O estado passaria a ser o verdadeiro chulo declarado! Não como hoje, que chula de uma forma triste, antiga, informal... Um estado moderno, europeu, onde impera a vacarrice generalizada, mas às claras, onde floresça a ideia de que "se posso ter ratóla, porque é que me hei-de contentar só com uns beijinhos?"

"there can be only one"

CastroL

quarta-feira, dezembro 14, 2005

Babes,

Sendo este caixeiro viajante do prazer que deixa as femea arrebatadas e humedecidas, surgo com a pujança de burro selvático e o vigor de uma garrafa de leitinho!
Sim sou eu! Por quem elas chamam, por quem elas choram, porque elas vibram, por quem elas emporcalham o slip!
Loiras, morenas, gordas, magras, altas, baixas, com classe, lavajonas, todas são lindas! Todas me amam, todas espumam, todas se degladiam por aquele já aplidado de TGV do Amor!
Sem demora rego o mundo com mais uma chuveirada de mim próprio...


"there can be only one!"

CastroL